domingo, 5 de outubro de 2008

E vamos reaprender o português...

Vamos reaprender o português...
A partir de janeiro de 2009, entrarão em vigor as novas regras de ortografia da língua portuguesa, às quais o Brasil aderiu ontem, na ABL.
DC - 29/9/2008 - 23:15
Tasso Marcelo/AE

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou ontem, na Academia Brasileira de Letras (ABL), decreto que normatiza a adesão do Brasil ao acordo ortográfico da língua portuguesa, que entrará em vigor em janeiro de 2009. O evento também marcou os cem anos da morte do escritor Machado de Assis, fundador da ABL. Lula disse que o incentivo à leitura é uma prioridade e quer que até 2009 toda cidade do Brasil tenha uma biblioteca pública. Pelo menos 630 municípios brasileiros não têm biblioteca pública. Ele também afirmou que as salas de leitura em áreas consideradas de risco receberão computadores, agentes de leitura e melhorias no acervo e mobiliário, como parte do Plano Nacional do Livro e da Leitura.

O decreto assinado pelo presidente na ABL estabeleceu o cronograma de vigência do acordo ortográfico, que prevê mudanças na escrita de palavras, decreta o fim do trema, suprime consoantes mudas e vários acentos, além de simplificar o emprego do hífen e incluir no alfabeto as letras w, k e y (veja artes). As novas regras entram em vigor em janeiro, mas as antigas permanecerão, como uso facultativo, até dezembro de 2012. Até lá, as duas regras valerão em concursos públicos, vestibulares, provas escolares e demais exames. Já os livros didáticos terão até 2010 para se enquadrar.

"O acordo pode ajudar, mas para mim é completamente inútil e improdutivo. Se mandaram tirar o acento, eu tiro, mas obedeço contra a vontade", protestou, bem-humorado, o acadêmico Carlos Heitor Cony. "Cultivar e tratar a língua é uma forma de manifestação de poder", defendeu o acadêmico Marcos Villaça, lembrando que organismos internacionais têm dificuldades de escolher entre o português do Brasil e o de Portugal na redação de documentos. Para ele, em dois anos, os brasileiros já estarão habituados. "O que temos de modificar é tão pouco. Só a simplificação da regra do hífen já é boa coisa." Para Lula, o acordo poderá ampliar a cooperação comercial e social com os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Na sessão solene, Lula recebeu do acadêmico e senador José Sarney uma medalha alusiva ao centenário de morte de Machado de Assis.
Nota fragmento*
O que será que intriga o nosso presidente? Olhar perdido na foto ou distração mesmo? Importante mudança na escrita, ou seja mais trabalho à vista, isso porque ainda estou aprendendo (com dificuldades nossa escrita é complexa demais) sem existir alterações imaginem agora, bom nada que esforço e a velha e boa vontade não o façam.

Nenhum comentário: