terça-feira, 20 de janeiro de 2009

O caminho de Rute...

A história que fascina minha vida, história de Rute e Boaz. Pois é mais uma vez? Sim mais uma vez. Creio que vou falar desta história por toda minha vida, em todo tempo é bom lembrar desta história maravilhosa. No entanto hoje faço menção do ato de coragem de Rute, me sair de sua terra natal para enfrentar desafios numa terra estranha. Já passou pelo menos em sua mente o que significa isso? Não? Então pense por apenas 5 minutos em como seria se fosse você que estivesse no lugar de Rute e simplesmente num ato extraordinário de fé e coragem desse as costas para tudo o que conhecera, a todos que conviveu por toda vida. Então... difícil não é? Foi o que pensei. Não é nada fácil tomar decisões que transforma drasticamente uma vida, não obstante a atitude de Rute deixa-me perplexa demais. É tamanha fé que me impressiona. Nisso você diz: Mas o que havia de perder sendo viúva? Se analizar bem havia o quê perder, talvez sua identidade, sua raízes, cultura, sua história de certa forma estaria deixado-a no esquecimento rumando para um futuro incerto e desconhecido.

Contudo creio fielmente que a fé a salvou de um futuro estéril e triste. O Senhor reconheceu o maior bem de todos, a fé, a ousadia em crer no impossível em fazer nova todas as coisas, em rumar ao futuro incerto, porém confiante de que olhos dEle nos cercam por onde pisares teus pés e pensamentos. Não se pode esconder de sua face, mesmo no abismo ali está, até mesmo nos fundamentos da terra no mais alto dos céus ali está. Nesta semana houve um conflito muito grande, estava com uma questão delicada que envolvera meu futuro. Do qual uma decisão mudaria drasticamente minha rotina. Confesso me senti acuada e sensível, quase na fragilidade de uma criança que não quer crescer, mas permanecer como está. Entretanto crescer é inevitável e necessário, não se estaciona algo que já começou a engrenar, a consumação se faz presente em cada passo, acarretando um novo que assusta gerando um medo de mudanças. Não pude isentar-me da decisão e por fim escolhi um caminho que agradara ao Senhor e ao meu coração. Que bom! O sentimento no momento é de grande alegria e prazer, enfim tomei a decisão correta e feliz.Tendo fé é impossível não agradar ao Pai. Assim como Rute agradou ao Pai e mudou sua história extraordinária assim Deus o fará também aqueles que crerem. Então confie e espere o Senhor é bom e não falha. Ensina-me o caminho que devo seguir pois a ti elevo a minha alma. (Salmos 143/8) Apenas uma pausa dividindo pensamentos.tchau

Nenhum comentário: