quinta-feira, 5 de março de 2009

LOUVA - A - DEUS


Fêmea perigosa

O ritual de acasalamento dos louva-a-deus, que decorre por volta do Outono, é uma altura de perigo para os machos da espécie, uma vez que a fêmea muitas vezes acaba por os matar e comer durante ou depois do ato.Quando dois machos encontram-se, e caso um deles não se retire rapidamente em fuga, acontece uma luta fatal para um deles. Esta pugna começa com os contendores na posição de guarda dos boxers. O vencedor mata e se alimenta do vencido e, de barriga cheia, dorme um bom sono em posição de reza. Um fato incrível - no acasalamento, o macho serve de alimento para "sua amada". A fêmea agarra seu companheiro ("ex-companheiro") pelo pescoço, arranca e come sua cabeça - neste momento, podemos entender que ele literalmente "perdeu a cabeça por ela". Curiosamente, o "resto" do corpo do macho continua atuando para terminar a fecundação da fêmea - uma incrível realidade !! Terminadas as "núpcias", a fêmea esconde-se entre as folhas e vai "rezar". Vamos tentar entender as implicações deste facto na biologia deste bichinho - em verdade, esta atitude da fêmea promove uma "adaptação" da espécie ao ambiente. Uma vez alimentada pelo corpo de seu parceiro ela permanece escondida (está nutrida até quase o momento da postura dos ovos) na vegetação evitando ser facilmente encontrada e devorada por pássaros, seus inimigos naturais. Mais - tudo indica que ao devorar a cabeça do macho, a atuação dos centros nervosos secundários abdominais restantes no parceiro fazem a fecundação ocorrer de forma muito mais efetiva (maior quantidade de sêmen é transferida para o corpo da fêmea) - pelos filhos, TUDO !.


(Vantagem nenhuma em ser macho! Pelo menos neste caso. rs.Tudo é espécies e espécies. Direta-reta de que se eu fosse um macho seria perfeito para o compromisso...) ...fêmeas e fêmeas...a maioria é um perigo...

Foto e fonte:

Nenhum comentário: