quarta-feira, 29 de abril de 2009

NOSSO ESTRANHO AMOR...

Noite fria e com cara de inverno. Bom não podemos ficar assim para sempre não é? Ainda que o inverno chegue para derrubar qualquer ânimo. Mas como diz "Mas ainda há vida, que deve ser vivida" (Clarice Lispector), então procuro não desperdiçar e alucinar em lembranças tão difíceis de esquecer, em nada (tentar) não perder tempo algum com tristezas e mazelas do passado. Eu desejo vida e vida em abundância, então que tal me dar uma chance para renovar as forças e fazer e refazer e começar e recomeçar, sem medo nenhum. Percebo que não adianta por que no final de uma forma ou de outra há sofrimento, como há alegria, há riso, há derrotas como também há vitória. Um dia vou olhar para trás e perceber que tudo valeu a pena, que embora o sofrimento venha não é eterno, porque tudo é questão de tempo. Então não importa quanto tempo se perdeu, importa daqui em diante o que fazer com este precioso e maravilhoso TEMPO, presente maior e melhor, presente de Deus. Não quero mais chorar por conta do passado, vamos deixa-lo onde (sempre) deveria estar nas lembranças, guardar o que foi bom mas que sucumbiu porque foi fazer morada oculta, longe daqueles que vivem em carne e espírito. Sinto (muito) mas 10 anos já foram o suficiente para gastar toda angústia por não te-lo mais comigo. Quero deixa-lo em paz e junto as lembranças de tudo que vivemos. Talvez uma e outra vez sinta falta e queira voltar atrás(como sempre aconteci), sinto mas não posso desperdiçar tanta vida, pelo menos não em lágrimas e sofrimento, posso gastar aqui, falando ao mundo "estranho" que uma dia você foi meu, que tudo fazia sentido até nas coisas mais simples, que mostrou um mundo de chances, de risos, de alegrias, de diferenças celebradas e que nada pode com àqueles que amam incondicionalmente, nenhum preconceito, diferença pode sucumbir o amor entre seres espirituais, por que somos o que somos sem tudo que desejamos (o material), pois sempre queremos mais, materia que salva e essa encontra-se (somente e apenas) no amor. Então vou tentar e vou conseguir, por que agora desejo ter alguém que faça morada em mim, que use tudo o que ficou ao nada durante todos estes anos. Mas vou ser paciente por que sei que tudo neste "mundo" e suas loucas funções e espaço de tempo fora da realidade, da razão coopera para àqueles que buscam sentido maior, àqueles que buscam o amor. Então.Hoje nesta noite fria e chuvosa (ás 22:45 01/05/09) eu desejo, quero, vou ver o sol e sair desta tristeza e passado e ser mais feliz. Para encontrar o que Carlos Drummond descreve aqui:

O AMOR
Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção. Pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e neste momento houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: e ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante e os olhos encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente divino: o amor.
Se um dia tiver que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.
Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.
Se você conseguir em pensamento sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado... se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados... Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite... se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...
Se você tiver a certeza que vai ver a pessoa envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela... se você preferir morrer antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida. É uma dádiva. Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. Ou às vezes encontram e por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente. É o livre-arbítrio. Por isso preste atenção nos sinais, não deixe que as loucuras do dia a dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o amor. (Carlos Drummond Andrade).
[.....é impossível não chorar ao ler algumas coisas, confesso que Clarice Lispector sempre me faz chorar e cada vez mais me interesso por ela, porque ela traduz toda angústia, toda saudade, todo vazio e todo sentimento que muitas e muitas vezes não consigo expressar em palavras seja pelo som da voz ou na escrita, ela desvenda todas as minhas vontades até mesmo as mais secretas que não me cabe desejar porque está tão longe, em patamar maior e melhor, tão diferente de mim, com a liberdade nas palavras e na vida; agora Carlos Drummond traduziu bem este exato momento e confesso a mais linda liberdade nas palavras dele.]


Não quero sugar todo seu leite
Nem quero você enfeite do meu ser
Apenas te peço que respeite
O meu louco querer
Não importa com quem você se deite
Que você se deleite seja com quem for
Apenas te peço que aceite

O meu estranho amor

Ah! Mainha deixa o ciúme chegar
Deixa o ciúme passar e sigamos juntos
Ah! Neguinha deixa eu gostar de você
Prá lá do meu coração não me diga
Nunca não

Teu corpo combina com meu jeito
Nós dois fomos feitos muito pra nós dois
Não valem dramáticos efeitos
Mas o que está depois


Não vamos fuçar nossos defeitos
Cravar sobre o peito as unhas do rancor
Lutemos mas só pelo direito
Ao nosso estranho amor

CAETANO VELOSO

[completando com essa música que achei tão bonita, confesso que não conheço as músicas do senhor-moço aí, mas volte e meia, meia e volta ouço uma aqui, ali, acolá e gosto de uma de duas e três músicas e assim vai...]

3 comentários:

Bruno L.S disse...

já este ficou lindo, em tudo Ana!

e desejo que encontre o estranho amor ou reencontre,(de verdade) alguém que vale a pena e aquele q tiver a sorte de receber esse amor, será um homem (muito) feliz.

um caminhão de sorte migu

Gata Lili disse...

Ana,
Nós gatos temos muita personalidade, não é mesmo? E sempre arranjamos uma forma criativa de chamar atenção dos humanos...

Muito obrigatinha pelo seu comentário lá no meu blog. Tudo de bom pra você e para seu gatinho Dylan!

.lucas guedes disse...

é linda esta música!