terça-feira, 9 de junho de 2009

CHUVA DE PRATA - GAL COSTA


Se tem luar no céu
Retira o véu e faz chover
Sobre o nosso amor...

Chuva de prata
Que cai sem parar
Quase me mata
De tanto esperar
Um beijo molhado de luz
Sela o nosso amor...


Basta um pouquinho
De mel prá adoçar

Deixa cair
O seu véu sobre nós
Oh Lua!
Bonita no céu
Molha o nosso amor...

Toda vez
Que o amor disser:
Vem comigo!
Vai sem medo
De se arrepender...

Você deve acreditar
No que eu digo
Pode ir fundo
Isso é que é viver...

Cola seu rosto no meu
Vem dançar
Pinga seu nome no breu
Prá ficar
Enquanto se esquece de mim
Lembra da canção...

Toda vez
Que o amor disser:
Vem comigo!
Vai sem medo
De se arrepender...

Você deve acreditar
No que eu digo
Pode ir fundo
Isso é que é viver...

Chuva de prata
Que cai sem parar
Quase me mata
De tanto esperar

Um beijo molhado de luz
Sela o nosso amor
Enquanto se esquece de mim
Lembra da canção
Oh Lua!
Bonita no céu
Molha o nosso amor!...


Gal Costa
Composição: Ed Wilson / Ronaldo Bastos

video

ai...ai...no meio de tantos textos, ficar até às 3:00 fazendo trabalho p/ entregar logo mais, acordar às 05:45 no máximo sair correndo, chegar a tempo e ufa consegui pegar o ônibus, chegar atrasada 20 ou 30 minutos na maior cara de pau e olhar para o meu chef "G" gente finissima e mais que bacana que Deus colocou lá, e ouvir dele "ai Ana só vc mesmo...já que está atrasada senta aí, vamos tomar um café...." e assim ouvi-lo dizer coisas lindas de como foi bom o fim de semana, ou áquele dia e outro que sua mulher estava linda e como havia passado anos e ainda amava àquela mulher...12 anos de convivência e sim eles não são casados, são namoridos..ai.ai.(suspiros)...ouvir ele comentar essa ou àquela música do Chico,do Arnaldo, daquela banda de roque, daquele tempo e plaft, alguém suspira uma urgência, um diretor não sei de onde quer uma liberação disso daquilo pra ontem....e passo o dia estressada, entre milhares de problemas e outros...olho no relogio e nossa!!! são 18:00 termino de digitar o trabalho...saio correndo pra pegar um ônibus, desço no metrô Dp, saio correndo de novo, cheguei na barra funda, ufa,desço ás escadas e ahhh pera aí moço!!! entro em mais um ônibus dez minutinhos e chego, entro pelo jardim balanço as folhinhas do corredor de ciências sociais, passo pelo Cass e oi meninas!!!!!! todo mundo responde...oi!!!!!! e passo curto e cansado vou até a sala 72 e sento....ganho beijinho da maioria e um oi Aninha!!!! ta vendo...já tão assim chamando de Aninha...rs e sento e atenta ou pelo menos querendo presto atenção....e assim vai até recomeçar mesmo trajeto e chegar às 23:55 e fazer tudo de novo....e nesse momento como eu queria um beijo molhado, chuva de prata , um abraço apertado, um quebra rotina louca , um beijo no rosto, uma abraço de novo e hummm como estava com saudades de você....ai..ai..(vários suspiros),e nisso volto e desço das nuvens, dou uma risadinha pra mim claro e volto a realidade sem chuva de prata,sem beijos, sem abraços, sem tô com saudades, sem nada.....a não ser aqui na voz da Leãozinho aí... e bons sonhos pra mim, pq a semana é + que corrida e mil e 1 coisas a fazer...então inté nunca +.

5 comentários:

Lubi disse...

não, não.

não me deixou.

mas aqui não dá pra explicar. qual seu email?

Ana disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Bruno L.S disse...

Oi!
Quem está mais sumido?
Eu ou você?
Poxa, não gosto dos momentos Gal em você,só escuta quando está depre, triste,quando quer chorar,quando quer colo,abraço.
Ainda sei ser amigo leal e verdadeiro! Não esqueço de você.E quando meus dias estão sem cores,triste demais ou não, passo por aqui porque sei que vou ler alguma ótima/linda/bela/maravilhosa futilidade. Então a distância de casa ou a solidão de um ombro amigo passa. Estes tempos tem sido tãão dificil,não sabe o quanto. Nada anda facil e voltar,repensar,analisar certas coisas e quem sabe ir para outro lugar de mãos vazias.Ainda não encontrei tempo para ligar pois sabe que conversas longas temos.Mas isto não quer dizer que a esqueci, pois estou sempre por aqui.De passagem passando pra lembra docê minha amiga/linda.

bj

Ana disse...

Bru,

Creio que tu é o único homem deste muito que lembra de mim. Que lindo saber que alguém não esquece de mim. Milhões de carinhos, beijo bom no rosto fazendo zig.zag (rs!!!) haha...um abraço apertado...e um cheiro de nordestina arretada mô nego.

e certo como sempre meus momentos Gal...são reflexivos demais.Mas desta vez não tão triste,talvez solitário, bem desejoso de ter alguém, mas não pela mera e boba companhia,mas sim pelo querer,desejar alguém especial, alguém pra gostar, apaixonar-se e pq não amar? Dizem por aí que a gente tem 2 chance na vida.Que amor aconteci + de uma vez...então acho que estou nessa querendo o segundo + do que o primeiro. Desejando que seja melhor,maior e mais do que o primeiro (se é q isso é possivel !) se for então eu quero...

e esse seu carinho de velho amigo,me deixou feliz e com vontade de fazer algo em relação a este blog...algo q já queria fazer a tempos...assim ele fica igual a dona camaleão...várias faces em uam, muitos eus dentro de um. é assim sou eu mesmo.

e muito obrigada pelo carinho...sem palavras...essa foi fundo...lá na alma.

bj

Ana disse...

ha e para mata-lo de inveja...já que matou-me na última vez que falamos...dizendo olha o que estou ouvindo e na boa companhia...jogados na sala...só não tenho a companhia...então me faço boa cia....e mato-o de inveja...

tô ouvindo Adriana...àquela música basiquinha de linda...
.
.
.
deixa me ver se conto...
.
.
.
a vou contar vai não vou fazer suspense não...
.
.
.
...
e ainda sou boazinha rs
.
.
.
e ainda deixo a letra...e morra de invej....
.
.
.
MAIS FELIZ.

O nosso amor não vai parar de rolar, de fugir e seguir como rio
como uma pedra que divide o rio
me diga coisas bonitas.

O nosso amor não vai olhar para atrás
desencantar nem ser tema de livro
a vida inteira eu quis um verso simples
para transformar o que digo
rimas facéis, calafrios,
fure o dedo faz um pacto comigo
um segundo teu no meu
por um segundo mais feliz

O nosso amor não vai olhar para atrás
desencantar nem ser tema de livro
a vida inteira de quis versos simples
para transformar o que digo
rimas facéis, calafrios,
fure o dedo faz um pacto comigo
um segundo teu no meu
por um segundo mais feliz

O nosso amor não vai parar de rolar, de fugir e seguir como rio
como uma pedra que divide o rio
me diga coisas bonitas.

....
rá e depois vou ouvir ..ESQUADROS...DEVOLVA-ME...UM DIA DESSES E POR AÍ VAI....

tá vendo não é bom fazer invejas... para pessoas vingativas....kkkkkkkk

bjs..