segunda-feira, 27 de julho de 2009

JARDIM e DIANA KRALL e TOM JOBIM


Não.Com certeza eu não poderia ir embora sem conhecer o (um dos) lugar que servira de inspiração a Tom Jobim e a Diana Krall. Um dos lugares mais belos que conheci por lá. Lembrei da Diana Krall dizendo em certa entrevista que o Jardim Botânico era inspirador, não, na verdade o Brasil era inspirador, em tudo e pra tudo. A diva do jazz reconheceu no Brasil algo de muito especial, serviu de inspiração para algumas músicas. Em certo comentário quando veio ao Brasil disse que tudo aqui era especial, e acho que tem toda razão. Declarou seu amor ao Jardim Botânico onde ficou um dia inteiro e se encantou, assumindo amor a Tom Jobim.Este que também amava o mesmo lugar, além da famosa copacabana e etc e tal. Uma pianista fascinante que disse estar imersa na obra de Caymmi, Joyce, Elis Regina. E Tom Jobim, sempre, com Garota de Ipanema, parceria de Tom e Vinicius que ganhou o mundo (e eu adoro essa, sem querer alguém adivinhou e acertou em cheio, pois gosto muito desta, aliás eu gosto muito de Tom Jobim).Também assumo que meu interesse em conhecer o Jardim Botânico veio das palavras da moça/moço aí. Claro também por meu interesse em parques outro gosto e felicidade de estar, ver, tocar desde bem pequena.

Se consigo explicar? Ao menos dizer em palavras? Bom. Não cabe muita coisa não, além de MARAVILHOSO e ENCANTADOR.Juro! É lindo e mesmo com um tempinho nublado e sem sol fiquei boquiaberta, pois é belo demais.Abracei algumas árvores, sentei num banco, cheirei flores, molhei a mão na fonte preta, contemplei o jardim chinês (ou é japonês?), sentei na grama e sai nesse meio aí balançando os braços, de um lado pro outro e "pulando" e feliz da vida de estar naquele lugar lembrei de uma cena da novela que nãao lembro o nome onde Vera Ficher fazia uma cena de ciúmes e beijo, e quando ela passava neste corredor cantava aquela música "como uma deusa..vc me mantém ...as coisas que você me diz...me levam além.." (risos, não risos é pouco muitos e muitos risos hahaha),viu só! Minha imaginação às vezes é tãoooo fértil rs. só Deus na minha vida só.Bom eu fiquei feliz.feliz de ter ido lá, tudo pq Diana Krall e Tom Jobim me inspirou e confesso, foi bom demais ter ido.

Quando sentada imaginei como seria aquele lugar na primavera,e com os raios de sol envadindo cada pedaçinho...nossa seria uma visão dos deuses. Fica pra próxima.Uma quem sabe bem planejada em dupla eu e Maria, pois sequer conhecemos todos os museus fascinantes que há naquela cidade; ou lugares mais que históricos como Niterói com a arquitetura de Oscar Niemeyer,Petrópolis com o museu casa de Santos Dumont,o primeiro telefone, e a caroa de D.Pedro II, a tão amada e desejada Paraty onde anualmente ocorre a feira literária, e Búzios um dos lugares mais bem comentado e amado do povo de lá. fica pra próxima.Não deu tempo de conhecer, mas confesso que não faltou vontade ( e muita, em especial os museus).Mas o fato de ir ao Jardim, do outro lado, já que estavamos longe, bem longe de lá já foi demais e outros lugares que conhecemos.Foi uma aventura pois eram só eu, Dai e Marília numa terra estranha e "sozinhas" sem guia, sem alguém para conduzir, sem direção e sem rumo. Mas isso é outra história, depois conto como chegamos até lá e como fomos desbravadoras e corajosas pra certos riscos.ui.friozinho na barriga, eu adoro aventura. e adoro o Jardim Botânico com Diana e Tom.

2 comentários:

Bruno L.S disse...

Nossa!
E como ela voltou inspirada.huhhu!
BATO PALMAS.

Frederico Carvalho disse...

Quanto bom gosto!