terça-feira, 25 de agosto de 2009

CLARICE LISPECTOR , SIMPLESMENTE... MIL VEZES !!!

.

Deitada em minha rede com o livro sobre meu colo
em extâse purrissímo...não sou mais aquela menina
com seu livro,mas uma mulher com seu amante..!!

.
.
“Acho que devemos fazer coisa proibida – senão sufocamos.
Mas sem sentimento de culpa e sim como aviso de que somos livres.”
.

.
Sou o que se chama de pessoa impulsiva. Como descrever? Acho que assim: vem-me uma idéia ou um sentimento e eu, em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente. O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente, o que prova que não se tratava de intuição, mas de simples infantilidade.
Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos. E até que ponto posso controlá-los. [...] Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente? Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta? E também tenho medo de tornar-me adulta demais: eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil, do que tantas vezes é uma alegria pura. Vou pensar no assunto. E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso. Não sou maduro bastante ainda. Ou nunca serei.”
.
"Estremeço de prazer por entre a novidade de usar palavras que formam intenso matagal. Luto por conquistar mais profundamente a minha liberdade de sensações e pensamentos, sem nenhum sentido utilitário: sou sozinha, eu e minha liberdade.
É tamanha a liberdade que pode escandalizar um primitivo, mas sei que não te escandalizas com a plenitude que consigo e que é sem fronteiras perceptíveis.
Esta minha capacidade de viver o que é redondo e amplo - cerco-me por plantas carnívoras e animais legendários, tudo banhado pela tosca e esquerda luz de um sexo mítico.
Vou adiante de modo intuitivo e sem procurar uma idéia: sou orgânica. E não me indago sobre os meus motivos. Mergulho na quase dor de uma intensa alegria – e para me enfeitar nascem entre os meus cabelos folhas e ramagens"...

.
CLARICE LISPECTOR

3 comentários:

Elinha disse...

amo os ecritos dessa mulher!
Clarice faz parte da minha vida, e não só isso, sa minha alma!!
xeroooooooo

Ana... disse...

Queridaaaaaa...

Eu amo de paixão essa mulher!
Ás vezes, me pareci até loucura dizer isto, mas não seria se não sentisse tão forte...

Ás vezes acho que ela deixou seus escritos pra mim, pura ou muita vaidade a minha deduzir isto, mas é o que sinto...

Como se ela, atraves dos escritos disesse:

- Ana, eu entendo...entendo tudo que se passa aí dentro de você, seus medos, sua solidão, sua inquietaçao de alma e espírito, seu desassossego existencial...sim, Ana você não é a única fêmea a não se encontrar...e não se encaixar no perfil humano q foi estabelecido, ser, estar e atuar uma mulher.

Sim, querida eu entendo perfeitamente...!!!

Ta vendo pareci loucura a minha mais só ela consegui em fazer crer que sim, ela passou por tudo isso que sinto e sim ela me entende.

Por isso eu a amo. Por isso me deixei seduzir por ela, pois foi com ela que aprendi a amar poemas, poesias, escritos mil...

a culpa é toda dela, pq rasbicou pedaços de mim...

bjs querida

Reds disse...

Linda a Clarice, também amo muito.
essa foto eu nunca tinha visto, ela está muito bonita e sutil!
Obrigado pela visita no meu blog!! e plos comentários também! Goste do seu, fazia um tempo que eu não lia Clarice, tenho fases, as vezes elio 3 livros dela ao memso tempo e as vezes fico afastado, acho que tem muita VIDA em cada coisa escreve.