quarta-feira, 30 de setembro de 2009

RECADO "AMIGO" PARA VOCÊ "AMIGA" DE LÁ.

Outro dia estava conversando com alguém. Esse alguém estava mal, tão mal que reclamava de dores fortes na cabeça. Diziam, não aguentar tudo que estava acontecendo. Sempre e sempre mais ouvinte do que falante, resolvi puxar conversa, embora ela não fosse tãooooooo amiga assim. Pois bem! A situação era mais ou menos a seguinte. Esse alguém gosta de alguém, e este alguém não sabe se gosta, desse alguém ou de outro alguém que flerta de vez enquando com esse alguém? Complicado? Pois é. Imagina para mim. Imagina a confusão. Demorei dias para entender de verdade o que ocorrera à princípio. No fim das contas o resumo era este:

Tem sempre alguém querendo ser o que não é. E tem sempre alguém que é e diz não ser. Fala o que convém. Já prefiro esconder, o que faço deixo de fazer ninguém precisa "saber", como cartaz na entrada do cinema. Quem é estampa na cara quando o conhece sem blá, blá. A maioria é tão supeficial que fica claro e nítido qual o real interesse. De tanto que se faz medir o grau disso e daquilo que fez/faz, foi/será. Tão falsa quanto a idéia (da maioria) da humanidade de que sua vida medíocre vale alguma coisa. Assim como a de tantos que outrora se diziam alguém e que hoje fazem festa debaixo de sete palmos? A idéia constante de que alguém é melhor do alguém e precisa se auto afirmar o tempo todo. Do tipo disputinha ridícula, daquelas que inoja até o morador de rua. Ou ainda aquele tipo de gente que acha - bom este serve, vamos unir as moedas douradas pq servem para isso, o dourado fica com o dourado, a prata com a prata e o bronze....bom????????? Se tiver outro bronze podem se juntar.

Hãaaa. Risadas altas e escandolosas com a medição de forças. Com a deficiência grande que tens em disputar o que não aceitei faze-lo????? Jamais! O dia que fizer isto, será o fim. A minha morte. A sequidão de meus ossos até o talo. O inferno de dante no meu corpo, as chagas dos pecados que ainda não cometi. E quem não entendeu isto, quem nunca se atentou para notar que bem antes já existia isto [...], é pq não mereci o que ainda hoje mantenho ou guardo por mais que o tempo tente acabar. E aos poucos vai secando feito lago esperando chuva. Tenho algo comigo, toda e qualquer disputa serve para provar que: - Não tens o que disputa, seu prêmio é a farsa de que um dia haverá lealdade e verdade sem o real interesse. Aquele que sabemos bem, rola para qualquer um deles. Aquele do tipo, eu da mesma classe, você da mesma sala, você do mesmo nível, eu da mesma altura. Tão ridículo e sem fundamento. Sinto. Não o faço. NEM DEBAIXO D'ÁGUA. Nem se fosse Chico Buarque pelado. JAMAIS. Não existe disputa, entendeu? Por que desta isento-me pq é fútil demais e minha personalidade forte, vasta e peculiar não tolera! Desdém para este tipo de situação. Minha essência abomina quaisquer tipo de coisa deste nível. Portanto, meu bem! Fique tranquilinha caminho aberto para explorar, pois tenho mais o que fazer do que brincar essa brincadeira chata de disputar, concorrer. Calma, um dia você aprende, aprende bem que nada do que escrevi lá foi afronta, ou uma disputa quaisquer entre a feminilidade. Loira e morena? Putzzz...essa foi FODA!!!

Meu silêncio é o resumo de tudo. E tenho a estratégia, fazendo justo a fama de estrategista, o silêncio, a paciência e o tempo e só. Sem armadilhas, sem artimanhas, sem balas no pente. Só e só o Silêncio e claro aquele maravilhoso e lindo olhar, que arranca pedaços. Olhos fulgazes, dengosos que só. Só traduzido por àqueles que amam. E são tão poucos àqueles que amam. Conta-se na palma de uma mão, e sobra-se tantos dedos. E não peço troca, não peço - pague-me o que te dou! Apenas em silêncio admiro, contemplo, desejo. E se a essência for tão forte e a energia atravessar o tempo e tudo que o mundo irreal guarda é pq existe. Existe, além de minhas idéias insanas e ineptas.A essência, em matéria-de-salvação...o amor. E se transladar, transpassar, atravessar é pq existe e isto excede todo entendimento, esmaga quaisquer sentido medíocre da disputa.*

Deixou claro, e objetivo tudo o que pensa. querida, deixa o barco correr não se avexe não, se for da vontade dele, mais cedo ou mais tarde vai acontecer. E desejo sorte, muita sorte neste emaranhado de coisas que acabei atrapalhando. Sim. Por que, só o fato de indiretamente, no enigma, deixar transparecer? Poxa! Desculpe, minha essência encomoda e a simplicidade destrói toda e qualquer altivez. Poxa foi mal, achei que a simplicidade era invisível, aí...foi mal.

Espaço livre para disputar. Arena completamente aberta para a disputa entre você e seu ego. Ou Alter Ego???? Mesmas datas, mesmos entrelaçes, requerente de atenção no mesmo dia? Hum! Quem é melhor? Quem, quem, quem, vai ganhar a disputa que jamais aceitei? Bom isso é uma clareza sem enigmas, bem classuda, desta Ana que não se deixa traduzir, mas que explica sem complicar, que se mostra o tempo todo. Com clareza de entendimento, psiuuuuu...caminho livre para nadar, mergulhar sete vezes se possível for. E olha que no começo havia muita simpatia da minha parte por ti. Mas fazer o que né. É a vida! Essa aqui é assim mesmo certa de quem é, do que faz, do que fez e hoje mais do nunca certa do que vale a pena! E nenhum problema se não houve expectativa atendida. Ela sabe e entende muita coisa dessa vida! ...suspiros

Que dá sem pedir nada em troca. Não pediu antes a mais ou menos 3 anos, e hoje também não pede nada, se vez ou outra escreve é por quê sabe guardar-manter àqueles que são especiais. Até hoje o julgou ser/e é. Vez e outra desconfia totalmente se vale a pena mesmo fazer isto com ela, esperar o quê mesmo? Hum, às vezes vira gata e dorme no telhado, sonhando alto ou com o que não existe.Mas aprendeu cedo, muito cedo, aquilo que se entrega não pode pedir de volta. Se entregou, sabia que poderia voltar de mãos vazias...mesmo assim arriscou. Hoje não ganhou nada, sai com as mãos vazias mas certa de que o melhor havia lhe entregado. Se ele nunca percebeu? Paciência. A vida é assim.Bela, nua e crua com quem se entrega ao que nunca existiu. sem problemas...a vida continua.

....pois para ela,
A descoberta grande, de que essa disputa só existiu para você, que se julga tão majestosa, indescritível, indefinível, mais o que mesmo???? hum....eu esqueci é que são tantos né...!!!E claro, a disputa só existe em novelas onde as mulheres disputavam aos tapas os machos??? Não, na vida real também, ainda existem às ineptas, às tolas e cretinas que aceitam. Desculpe Baby, isento-me e poupo-me, abstenho-me da futilidade!!! Isto fica para as dondocas, princesinhas da classe média alta. A porra-louca aqui tem mais o que fazer!!! Labuta, baby, pé no batente, sem lesco, lesco, de vambora a vida é assim e vamos ver no que dá. Então Beijos querida, te vejo só e só "lamente" nos 30 dias. Por que ler você é tédio na certa (pelo menos pra mim!).

E foi isto que disse à amiga que tinha alguém...que gostava de alguém, que este alguém flertava com alguém...etc....Ela sorriu e num desdém disse, bom agora é virar a página!
[Ah para àqueles que caíram de para-quedas, ligue não ok, isto é vasto demais e excede quaisquer entendimento...nem eu entendi direito, mas fui obrigada à aceitar. Mas é certo dizer que, chegou a hora de sair do casulo...e na metamorfose ser e ver para que nasceu, aceitar o destino....sim, para voar, ser borboleta!!!!]

Nenhum comentário: