sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Sou um monte intransponível no meu próprio caminho.
Mas às vezes por uma palavra tua ou por uma palavra lida, de repente tudo se esclarece
(Clarice Lispector).

Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.
.
Mas há a vida...que é para ser...intensamente vivida,há o amor.
Que tem que ser vivido...até a última gota.
Sem nenhum medo. Não mata.

(Clarice Lispector)

Às vezes tenho a impressão de estar, como diz minha vózinha "variando". E agora? O caro leitor ficou com cara de interrogação? Não fique, isso se não for o excesso de leituras daqueles endiabrados (Engels, Karl Marx, John Locke, Thomas Hobbes, Michael Foucault, La Boétie e outros), o efeito de seus pensamentos,"revolucionários"?. Será que é doidice de interpretações minhas? Deus, preciso de uma luz para "alumiar" esse caminho ( Claro! sem escuridão?), nesta situação acho que só um lampião (risos), o caminho bom!. Então, tento fechar os olhos, pq são 03h:00 e não consigo dormir, e daqui a pouco meu plantão começa, é...escala mais injusta do mundo me fazer trabalhar nestes dias ensolarados em pleno feriado, para os "trabalhadores do Brasil"...E se entendi? acho que sim...

Nenhum comentário: