sábado, 22 de maio de 2010

Sabe a reação, ao ler isto? Uma gargalhada alta e gostosa. Daquelas bem danada sabe? E por bem pouco não acorda meus reservados vizinhos. Não é para menos. Sozinha, madrugada, jogada, (só para variar), na sala. Não, nada de sofá. Meu sofá deixa-me descadeirada. Melhor o colchonete no chão, almofadas jogadas, os doces lá e acolá. E olhos atentos, correndo linhas.

Lembro que, nessa noite, estava a fim de ler algo diferente, gostoso. Então, fui de Caio. E com e sem receio, me perdendo em pensamentos, idéias, vontades, desejos, sensações, tanta coisa. Além de audacioso, sensível, envolvente, é NU. Em breve retomo a leitura, do Triângulo comprado há meses. Deixo o pequeno trecho do escritor-Nu de toda vida, como lembrete.

Mas o desejo é de outro.O livro que contém "a beira do mar", fiquei encantada. Louca por este, "as mãos com os dedos roxos de frio enfiadas até o fundo dos bolsos, o vento e novamente o vento que bate em teu rosto..." se não encontrar, mais barato que $120,00 reais.A solução será comprá-lo em várias vezes.Fazer o quê? Os sebos tem a certeza, que eu já tenho. Em toda livraria recebo a mesma reposta: Não. Esgotado no fornecedor. O livro está entre os raros de Caio. Então ,ouço uma musica maravilhosa.O maior achado. às 02:14, madrugada fria e gostosa de sábado...

Nenhum comentário: