domingo, 26 de setembro de 2010

.



" Onde está o amigo que procuro em toda parte?
O amanhecer é a hora da solidão e do carinho
Quando o dia se vai... Quando o dia se vai...
Quando o dia se vai, ainda não o encontrei
Um fogo invade meu coração, sinto Sua presença. "

.

Vejo Sua glória poderosa onde nascem as flores
As flores têm perfume, e as montanhas se elevam
Seu amor está no ar que respiro

Ouço Sua voz sussurrando no vento do verão..."

.
.
.

( MORANGOS SILVESTRES )


.


Cuidado você pode gostar. Sério, você pode amá-lo. Pode encontrar alguma semelhança.Estou avisando, você pode ficar encantado, pela perspicácia de Ingmar Bergman. Assisti a cerca de quinze dias e volta e meia, me pego pensando nele. MORANGOS SILVESTRES. é o terceiro encanto. Não sei se estou ferindo direitos/deveres autorais.E desde já informo, se for processada, não tenho onde cair morta. A única transgressão seria não mencionar algo do filme. O que seria um crime, sem direito a defesa. Negar que, estou fascinada por Ingmar Bergman também.Portanto, cuidado! Pode acontecer com você. :))

Um comentário:

Lilian Borges Poesia disse...

Ingmar Bergman é tuuuuuuuuuuuuuuuudo!!!
adoooooooooooro...
mas esse filme particularmente nao tive o prazer de assistir...
Pauta para a semana....