domingo, 6 de fevereiro de 2011

Carne Trêmula



" Somos duas gotas de pranto em uma canção"


" Somos um sonho impossível. Em busca da noite. Para nos esquecermos nas suas sombras. Do mundo e de tudo. Somos na nossa quimera. Dolente e querida. Duas folhas que o vento juntou no outono. Somos dois seres em um. Que amando vão morrendo. Para guardar em segredo. O quanto eles possuem. Mas o que importa a vida. Com esta separação? Somos duas gotas de pranto. Em uma canção..."

.


[ Carne Trêmula, 1997 ]

2 comentários:

Lilian Borges Poesia disse...

Que foto...

Sakana-san disse...

Adoooro o Almodóvar. E a foto também... >__<